Dia das Mães 2017

Datas Comemorativas, Dia das mães,
Hoje é um dia especial, pois comemoramos o dia de uma das pessoas mais importantes da vida da gente. Uma pessoa que nos ama antes mesmo de termos uma forma, de sermos do tamanho de um grão de feijão.
Minha mãe não é diferente, me ensinou e me transformou em tudo o que eu sou, brigando quando necessário, ensinando sempre que possível, dando exemplo em todas suas ações e fazendo com que eu me tornasse uma pessoa melhor, um cidadão respeitando e amando o próximo, sem deixar que os malandros me passem para trás.
Em nome de todos os filhos da Equipe Nó de Pesca, queria agradecer cada uma das mães, que sempre nos apoiaram, nos apoiam e nos apoiarão em todas as pescarias de nossas vidas, e assim deixo um poema de cordel que ouvi ano passado, mas que representa o que cada um de nós pensa.

"Os mais sábios conselhos ela me deu,
Sem tirar nem botar acertou tudo,
É doutora da vida sem estudo,
Foi vivendo que ensinou, o que aprendeu,
Com as pancadas dessa vida Mãe sofreu
E mostrou até de forma inconsciente,
Que seus filhos precisavam ser descentes e viver sempre com honestidade,
A palmada da mãe não dói metade, das palmadas que a vida dá na gente.

Se a carne era pouca e o caldo ralo,
O pirão de amor tinha sustância,
E as panelas, toda cheia de esperança,
Nossa fé nunca sofreu nenhum abalo,
Mãe dizia: Filho, escute o que eu te falo, nessa vida, seja sempre paciente, cada um tem um destino diferente, lute, cresça e nunca perca a humildade.
A palmada da mãe não dói metade, das palmadas que a vida dá na gente.

Se presente mais bonito, eu lhe pedia,
Mãe dizia que não podia comprar e eu me danava e começava a chorar,
Sem saber que muito mais nela doía,
Sem dinheiro pra fazer minha alegria, inventava uma maneira diferente,
E dizia que um dia, lá na frente, meu trabalho mataria esta vontade.
A palmada da mãe não dói metade, das palmadas que a vida dá na gente.

E as lições que eu aprendi lá no passado,
Me fizeram bem mais forte no presente,"

Braulio Bessa, no programa Encontro com Fátima Bernardes (clique aqui)



0 comentários:

Postar um comentário