Tentativa de Pesca no Mar. Capítulo 1

Pesca no mar, barco, Nó de Pesca
Durante a festa de réveillon de 2015, antes de iniciar o projeto Nó de Pesca, em um das promessas de ano novo prometi ao meu pai que iríamos fazer uma pescaria em alto mar, ele, que sempre reclamou de ter estômago fraco, como havia efetuado um cruzeiro recente, disse que não tinha mais medo, pois se sentia forte o bastante para não passar mal durante a pescaria. Como é possível lembrar em Março deste mesmo ano iniciamos o projeto Nó de Pesca, assim conseguimos reunir um pessoal que além de louco, curte também uma pescaria, neste momento como todos no mundo, já havia me esquecido das promessas de ano novo, porém, durante uma reunião de pauta, pensando em temas para escrever, recordei deste assunto e sugeri a aventura, naquele momento os presentes prontamente toparam e fui atrás de algumas informações, tendo em vista que não apenas para meu pai, mas para todos os envolvidos até o momento, a pescaria em alto mar era algo totalmente desconhecido, ou que conhecíamos apenas por pesquisa, histórias ou vídeos.
Em Agosto 2015, efetuei contato com várias empresas de pesca e decidimos que sairíamos de Itanhaém, apenas pelo motivo de conhecermos bem a cidade, fizemos mais algumas pesquisas e fechamos com uma empresa a aventura para segunda quinzena de Outubro, uma pescaria que nos levaria até o Parcel dos Reis, porém em um horário diferenciado, que foi sugerido pela própria empresa, na qual sairíamos as 02:00 hrs da manhã e retornaríamos as 14:00 hrs do domingo, expliquei que seríamos marinheiros de primeira viagem e  tínhamos a dúvida de como seria, mas a empresa informou que este era um horário muito tranquilo. Conversei com o pessoal da equipe, nem todos puderam comparecer, mas conseguímos formar uma turma com apenas 1 membro experiente em pescaria no Mar, Bruno dos Anjos, membro da equipe que no início estranhou o horário, mas topou sem pestanejar.
Na semana que antecedeu a pescaria o tempo virou, frio, chuva e vento durante toda a semana e a meteorologia ainda apontava a mesma situação para o final de semana. Em contato com a empresa contratada, a mesma nos tranquilizou e disse que tudo estava sob controle, nos indicando alguns locais que pudéssemos efetuar pesquisas para validar a meteorologia, mas a ansiedade para nos aventurar e a vontade de pescar fazia com que todos encarássemos com valentia o que viesse pela frente.
Pesca no mar, barco, Nó de Pesca




2 comentários:

  1. O melhor da aventura são os momentos que antecedem e depois, suas lembranças. Vou acompanhar a história porque acredito que por aí vem muita conversa de pescador heim kkkkk

    http://atraentemente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo prestígio, veja também a segunda tentativa e acompanhe nossas fotos no Instagram, elas ilustram a verdade da aventura. Estarei recomendando seu blog!

      Excluir