Pesque e Solte, por quê?

Pesque e Solte, Peixes, Pescaria , Nó de Pesca
A diferença entre a pesca amadora e a pesca profissional é que no primeiro caso não existe a comercialização do pescado, a pescaria é realizada por lazer e\ou divertimento, sendo que alguns poucos exemplares são destinados ao consumo próprio, já no segundo caso a prática é destinada ao comércio, tendo como objetivo o sustento do profissional.
Criada a mais de 1 século e presente em nosso país a cerca de 25 anos, o pesque e solte vem se difundindo pelo Brasil. Ainda existe muita discussão sobre os benefícios desta prática.
Quem defende tem como principal argumento a preservação das espécies, uma vez que a intenção é de manter o peixe vivo após sua captura, mas alguns pesquisadores defendem que o estresse provocado no peixe pela pesca e soltura é prejudicial para a saúde do animal.
O Fato é que no Brasil, como a atividade é relativamente nova, não existem estudos conclusivos sobre os benefícios de preservação provocados pela prática, mas em alguns locais é possível notar que algo vem mudando e alguns pescadores locais dizem que a população de peixes está aumentando, como no Rio Benedito, localizado no extremo do estado do Pará.
Em alguns países esta prática foi banida, como na Suíça e Alemanha, por razões éticas e baseado nas leis de direitos dos animais, tendo em vista que imagina-se que o animal pode sofrer ou sentir dor. Porém ainda existem estudos que verificam como os peixes sentem esta dor (se é que conseguem sentir) e estudos que apontam que a falta de um trato nervoso específico no cérebro do peixe indicariam que ele não sente dor.
Pesque e Solte, Peixes, Pescaria , Nó de Pesca
Vale salientar que nem todos os peixes tem predisposição a soltura após a captura, pois são muito delicados e normalmente morrem. Como recomendamos sempre, temos que pesquisar e nos preparar para a pescaria.
O que todos concordamos é que a matança indiscriminada de nossos peixes além de ser uma grande ignorância, coloca fim a esta discussão.
A equipe Nó de Pesca acredita e recomenda o Pesque e Solte, mas respeita todas as opiniões e continua acompanhando os estudos que comprovam o que acreditamos, afinal, nossa evolução depende de pesquisa e estudos.


0 comentários:

Postar um comentário